Oito perguntas a…

Hans Schaidinger, prefeito da cidade de Regensburg

Estou visitando Regensburg: o que não posso deixar de fazer?

Para não perder nada, indico a estratégia perfeita: seu passeio deve iniciar no centro de visitantes do patrimônio mundial, no Salzstadel. Ali você tem uma boa ideia de como é a cidade, recebe orientações e pode se informar sobre Regensburg e sua história. É o lugar ideal para descobrir o itinerário mais interessante para você. A área central do patrimônio mundial é relativamente fácil de ser explorada a pé.

Do que você mais gosta aqui?

Meu escritório fica na antiga prefeitura, ao lado do Reichssaal, onde se reunia a Dieta do Sacro Império Romano-Germânico, de 1663 a 1803. Por isso, o conjunto formado pela Prefeitura e o salão Reichssaal exerce naturalmente sobre mim uma atração muito especial.

Você tem alguma dica especial?

Ao passear pelas ruas estreitas e sinuosas, o visitante também deve olhar para o alto: dessa maneira surgem normalmente perspectivas inesperadas. Assim é possível ver as majestosas torres da Catedral, as nuvens deslizando sobre as casas-torres. Por causa dessas torres medievais, Regensburg ganhou entre outros o apelido de "cidade italiana mais setentrional".

O que mais o impressionou na sua primeira visita?

A diversidade e vitalidade da cidade. A forma como inovação e tradição interagem. O patrimônio mundial Regensburg não é um museu, mas uma cidade única, inspiradora, histórica e moderna, ao mesmo tempo.

Qual é a época do ano mais bonita?

Os admiradores da Itália iriam logo responder dizendo: no verão. Os cafés com mesas nas ruas estão cheios, há muitos concertos musicais, a vida acontece ao ar livre. Para mim, Regensburg tem também um encanto todo especial durante o inverno, com os pitorescos mercados de Natal. Para quem prefere menos agitação, o outono e a primavera são períodos ideais.

O que mais devo visitar aqui?

A quem quer observar Regensburg de um ponto mais alto, eu recomendo um passeio às colinas Winzerer Höhen, ao norte do Danúbio. Lá se pode caminhar pela natureza e contemplar de cima o cenário pitoresco da nossa cidade.

Visitar patrimônios dá fome. Que especialidade regional não posso deixar de experimentar?

Em Regensburg, bem ao lado da Ponte de Pedra, fica o "Wurstkuchl", um quiosque de salsichas histórico com mais de 500 anos. Ali você encontra o salsichão grelhado de Regensburg, com mostarda caseira.

E qual patrimônio da humanidade você gostaria de visitar?

Já conheço alguns patrimônios mundiais e gostaria muito de visitá-los novamente, pois cada um é realmente interessante. O meu próximo projeto é visitar o Pôlder de Beemster, na Holanda.

Hans Schaidinger

passou a maior parte de sua vida em Regensburg.

Após estudar Economia, começou a trabalhar em 1978 como funcionário público de Regensburg. Nos anos 1990, trabalhou na indústria, antes de se tornar, em 1996, prefeito da cidade. Desde então, foi reeleito duas vezes.